quem procura... acha!!

Carregando...

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

D I V I N A - NESTE SÁBADO NO ESPAÇO CLARIÔ!!!

E amanhã, sábado (22/11) as 20hs,  a CIA BASALTO apresenta o seu mais recente espetáculo no ESPAÇO CLARIÔ:
D I V I N A
Bora?!
ENTRADA FRANCA
A Cia. Basalto, contemplada este ano no Programa VAI (Valorização a Iniciativas Culturais), estreia o espetáculo Divina, que mergulha no universo periférico recriando as dores e amores das famílias negras. A personagem que dá nome à peça, Divina, representa a mulher preta e periférica que perdendo o seu grande amor para a “justiça” forjada pelos homens, representada pelas instituições de coerção, clama incessantemente aos orixás para que cuidem de seu nego – seu amor - que agora descansa. O espetáculo traz reflexões sobre cotidiano periférico, violência doméstica, afro-religiosidade e sobre a expectativa de vida do jovem negro.

FICHA TÉCNICA.
Atores Criadores

Adriana Miranda
Leninha Silva
Thaise Reis
Renato Almeida
Jean Santana
Gilvan Olimpio

Orientações Teatrais
Naruna Costa
Naloana Lima

Orientação Dramaturgica
Raiça Bomfim

Orientação Musical
André Oliveira

Iluminação e sonoplastia
Yago Santos

Cenário
Alexandre Souza

Fotografia:
Shaiene Carvalho

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

CLARIANAS FAZEM SHOW COM LENNA BAHULE DIA 20 DE NOVEMBRO NO ESPAÇO CLARIÔ!

CLARILENNA'S
(em cantos africanamente brasileiros)

O feminino em travessia. 
O canto é o facão abre-caminhos que corta, protege e tece trilhas de memórias vivas ecoadas neste terreiro. 
Corpos e cantos negros de mulheres em atravessamento. 
Cantadeiras por escolha, encantadeiras por conseqüência. 
Há, no re-encontro entre Clarianas e Lenna Bahule a celebração da ancestralidade evocada na força de coloridas vozes em punga, 
que ressoam cantos bem ditos e se reconhecem: tribo.

O show #CLARIANASEBAHULE une o trabalho do grupo Clarianas e da cantora Lenna Bahule, com releituras de suas obras unidas pelas força feminina, a ancestralidade e a música vocal. O feriado da consciência negra promete uma linda celebração trazida por esta união de vozes no tradicional Espaço Clariô.

FICHA TÉCNICA: 
Vozes:
Lenna Bahule
Martinha Soares 
Naloana Lima 
Naruna Costa 
Percussão: 
Gabriel Draetta
Fefê Camilo
Violão/Viola caipira: 
Giovanni Di Ganzá
Violino e Viola: 
Cá Raiza

Luz: Alexandre Souza (João) e Washington Gabriel
Som: 


Alexandre Souza (João)
Apresentação: Washington Gabriel
Fotos: João Claudio Senna
Design Gráfico: Mariana Zanotti
Produção: Michele Andrade e Maria Pacioni
Realização: ESPAÇO CLARIÔ 


SERVIÇO: 
SHOW CLARIANAS E LENNA BAHULE 
DIA 20 DE NOVEMBRO DE 2014 - 5ª FEIRA - 20h30
local: ESPAÇO CLARIÔ
Rua Santa Luzia, 96 - Vila Santa Luzia
Taboao da Serra - SP
11 4701 8401

E N T R A D A   F R A N C A
(chegue cedo. garanta sua entrada.)

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Mukondo Lírico FUNERAL PARA ZUMBI, SEUS MEDOS E FOLIAS.

Caros amigos é com grande alegria que o Clariô convida à todos para o  concerto "MUKONDO LÍRICO" que estará  nesta Quinta Feira, dia 06 de novembro, 20h30 no SESC Vila Mariana e dia 09, domingo, no Espaço Cachuera.

Direção e concepção Musical: GIOVANI DI GANZÁ
Letras e histórias: ALLAN DA ROSA 
Direção Cênica: NARUNA COSTA
Participação: CLARIANAS (Martinha Soares e Naloana Lima)
“Mukondo Lírico – Funeral para Zumbi, seus Medos e Festas” é uma ópera que aborda a morte, a presença negra no Brasil e os percursos quilombolas. Nesta apresentação haverá o lançamento do disco da ópera em que os poemas musicados e cantados, marcados por palavras de origem quimbunda ou ovimbunda, apresentam os horizontes da escravização, da traição, do desespero e da perplexidade, mas também o legado da luta, do cultivo da ancestralidade, da festa, da alegria e as dúvidas perante a passagem do tempo e a inexorável condição mortal do ser humano.
Será apresentado um rito de passagem, uma celebração da memória de Zumbi, um Zumbi que seja o herói e referência mór de resistência e de anunciação, liderando um território de continuidade do protagonismo africano de matriz bantu, negro crioulo ou afro-brasileiro, mas também um Zumbi humano que se aproxime do que somos em plenitude: seres humanos com convicções e dúvidas, contradições.
Entre as onze músicas tocadas por violão, flauta, violoncelo, violinos e percussão de matriz afro-mineira, cantadas por tenores e sopranos, intercalam-se seis pequenas narrações que versam a morte em histórias tétricas, patéticas, ainda na África, no século XIX brasileiro ou nas nossas periferias urbanas contemporâneas.

Concepção: Di Ganzá e Allan da Rosa
Direção musical: Di Ganzá
Direção cênica: 
Naruna Costa 
Letras e Histórias: Allan da Rosa
Barítono: 
Claus Xavier
Sopranos: 
Fernanda NagashimaMarly Montoni eNegravat
Tenor: 
Hélvio Benício
Flauta transversal: 
Silnei Doomacil
Violino: 
Cá Raiza
Viola Jennifer Cardoso
Violoncelo: 
Erica Navarro
Violão: Di ganzá
Percussão: 
Rômulo Nardes e Adonai Assis
Part. cênica: 
ClarianasMartinha Soares e Naloana Lima
Produção: Adonai Assis.
Design Gráfico: Cassimano
Técnico de luz:: 
Agnaldo Nicoleti


SESC Vila Mariana ver no mapa

06/11 - QUI - 20H30
  • R$ 6,00
  • R$ 10,00
  • R$ 20,00

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

66º QUINTASOITO - FREVO!!! com ALISSON LOPES

E o 66º QUINTASOITO tem a alegria de convida-los para prestigiar: 

O FREVO – Ele não convida, arrasta!


Espetáculo do bailarino pernambucano, ALISSON LOPES.

O ESPETÁCULO: 
Tendo como ponto de partida a capoeira e o frevo, o Espetáculo Solo mostra uma releitura sobre um olhar contemporâneo dessas manifestações tão popularmente executadas no Brasil, principalmente em Pernambuco. Uma forte característica do frevo é a liberdade proporcionada ao bailarino, que pode improvisar e criar novas formas por meio de seu corpo. 


A coreografia é baseada na história do Frevo, em que, antigamente oscapoeiristas vinham na frente das bandas que tocavam maxixe e dobrado durante os carnavais do Recife. Esses capoeiristas eram usados para amenizar a rivalidade de uma banda contra a outra, fazendo uso dos golpes de Capoeira. Com o passar do tempo, a musica foi ficando mais rápida. E a partir daí, surgiram os passos de Frevo. Então, todos a postos, pois o Frevo não convida, arrasta.
O BAILARINO: 
ALISSON LOPES Iniciou seus estudos em dança aos 14 anos em Recife/PE com danças brasileiras. Em meados de 2004, ingressou em um projeto de formação em dança contemporânea e clássica pelo Grupo Experimental. Desde então, sempre querendo aprofundar-se cada vez mais seus conhecimentos na dança, fazendo cursos com os principais nomes da dança contemporânea como: Monica Lira e Luiz Roberto Silva (Grupo Experimental), Dielson Pessoal (bailarino interprete da Cia. Debora Colker e premiado pela critica de São Paulo como melhor bailarino de 2009), Henrique Lima (Balé da Cidade de São Paulo), entre outros. Só então no começo de 2010 entrou para o quadro de professores da Escola Municipal de Frevo do Recife onde também atuou como bailarino da Cia. de Dança. Também atuou como bailarino do Perna de Palco Grupo de Dança, que divulga a cultura popular por todo Estado de Pernambuco que tem como parceiro o Sagrama.


Em 2010 e 2011 participou do Concurso de Passista promovido pela Prefeitura do Recife, em que
teve como principais títulos: vice-campeão em 2010 e campeão em 2011, ainda nesse ano participou da Abertura do Carnaval de Olinda no espetáculo Fervo dirigido por Maria Paula Costa Rego. Integrou o corpo de baile da Cia. Veneza Brasileira, grupo que juntamente com a Spok Frevo Orquestra, hoje uma das maiores representante da musica brasileiras.
Ainda no universo das danças brasileiras, em 2011 recebeu um convite para participar do 1º
Festival de Brincantes, do Instituto Brincante, em São Paulo, que tem como presidente Antônio Nobrega. Também em 2011 foi finalista de um famoso programa de Tv (Se ela dança eu danço), no SBT. Em seguida, recebeu um convite para atuar com bailarino e coreógrafo do longa metragem Brincante, filme que retrata a vida do multiartista Nóbrega, com direção de Walter Carvalho. Em 2012, atuou como coreógrafo e bailarino no espetáculo Dias de Lua, espetáculo contemplado com o prêmio Funart. Em 2012, tornou-se bailarino da Cia. Antônio Nóbrega de Dança, fundada pelo Nóbrega com o incentivo da Petrobras.
Em 2013, ministrou oficinas de danças brasileiras em Portugal e Espanha. No final do mesmo ano,
participou da 1ª Edição do Encult Festival Internacional de Dança de Taubaté, sendo contemplado com duas premiações: melhor solo e melhor bailarino.

66º QUINTASOITO 
dia 30 de outubro - quinta feira - 20h 
ENTRADA FRANCA!
ESPAÇO CLARIÔ 
Rua Santa Luzia, 96 - Vila Santa Luzia - 
Taboão da Serra - SP
11 4701 8401

terça-feira, 30 de setembro de 2014

AGENDA CLARIANAS - SHOW "GIRANDÊRA" EM OUTUBRO

SHOW GIRANDÊRA
Com cantos autorais que mesclam os ritmos populares resgatados do Maracatu, samba de roda, baião, cantigas e ladainhas do catolicismo popular, Clarianas é um grupo musical que tem como objetivo principal a investigação da voz da mulher “ancestral” na música popular do Brasil, a partir do contexto da música natural, espontânea, de tradição popular.


7ª MOSTRA COOPERIFA
CEU Campo Limpo – Av. Carlos Lacerda, 678 - Campo Limpo
Dia 14 de outubro de 2014 às 20:00

Preço: Grátis

1º FESTIVAL DE POESIA DA CIDADE DE SÃO PAULO
CCSP - Centro Cultural São Paulo
Dia 22 de outubro de 2014 às 17:00
Preço: Grátis
Endereço: R. Vergueiro, 1.000, Paraíso.

CIRCUITO SÃO PAULO DE CULTURA
Serviço Local: Sala Olido 
Data: 17.10 às 20h30 
Duração: 60 minutos Classificação: Livre
Ingressos: Entrada gratuita 
(os ingressos devem ser retirados uma hora antes do início da sessão, limitado um por pessoa)

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

QUINTA FEIRA tem: 65º QUINTASOITO com a TRUPE LONA PRETA!!!! e SEXTA: CIDADE DAS MÁQUINAS (teatro)


 E no 64º QUINTASOITO 
tem:
CIRCO
tem: 
PERRENGUE
tem:
  TRUPE LONA PRETA 
no ESPAÇO CLARIÔ
Tem sim sinhô!!
É DIA 25/09 - QUINTA FEIRA - 20HS.

O Perrengue da Lona Preta”
 Sinopse: 
                O “sagrado” direito a propriedade privada, símbolo da cultura oficial, é reinterpretado no “O Perrengue da Lona Preta”, um espetáculo inspirado na tradição circense. Nele os palhaços Rabiola e Chico Remela reconstroem, de forma divertida, os símbolos, pretensamente eternos da ordem vigente.

Classificação: Livre  /  Duração: 60 minutos

Direção: Sergio Carozzi
Elenco: Joel Carozzi, Sergio Carozzi.
Figurinos: O Grupo
Produção: Henrique Alonso

Vamos dar boas risadas, refletir, tomar sopa e bater um papo com essa trupe que há anos vem realizando inúmeras apresentações, circulando por mais de 100 (cem) bairros e comunidades da região metropolitana de São Paulo (Parque Pirajussara, Real Parque, Vila Fundão, Santa Tereza, Pq. Santo Antônio, Campo Limpo, Capão Redondo, Jardim São Luiz, Grajaú, Taboão da Serra, entre outras), dando prosseguimento aos estudos e reflexões com o intuito de construir uma prática teatral que esteja em consonância com a realidade que nos cerca. 

BORA? 
ENTRADA FRANCA! 

64º QUINTASOITO 
TRUPE LONA PRETA
DIA 25 DE SETEMBRO DE 2014 - QUINTA FEIRA - 20H
ESPAÇO CLARIÔ: 
RUA SANTA LUZIA, 96 - VILA SANTA LUZIA - TABOAO DA SERRA - SP
11 4701 8401

***

E NA SEXTA FEIRA  DIA 26/09 - 21HS
TEM O ESPETACULO:
CIDADE DAS MÁQUINAS
 Sinopse: O espetáculo "A Cidade das Máquinas - Tributo a John Lennon" tem como pano e fundo a época do assassinato do "super ídolo" John Lennon. A peça conta a história de Cláudio Camargo, jovem poeta e idealista que divide um pequeno apartamento com Nilo, artista plástico, vendedor de quadros em feiras de artesanato completamente cético em relação à vida. Nos diálogos entre eles as várias personagens paralelas abordam as diversas mazelas da sociedade como o mercado e as relações de trabalho, o consumismo, responsabilidade ao volante, drogas, homossexualismo, religião, mídia, corrupção, política, etc.

 
 Ficha Técnica:
Direção: Sérgio Bambace (In memorian)
Co-direção: Ronny D’Oliveira
Texto: Pedro Tudech
Elenco: Lucas Limberti e Ronny D’Oliveira
Iluminação: Gílson Basílio
Sonoplastia: Wesley Cunha
Cenário e figurino: Sérgio Bambace e Cleuza Lourdes Xavier
Arte Gráfica: Diego Limberti e Danielle Bambace


ENTRADA FRANCA! 

ESPAÇO CLARIÔ: 
RUA SANTA LUZIA, 96 - VILA SANTA LUZIA - TABOAO DA SERRA - SP
11 4701 8401

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Coletivo CARTA NA MANGA faz show NESTA SEXTA FEIRA no ESPAÇO CLARIÔ!


Se Abril

Espetáculo recheado de canções autorais em diálogo com poemas e outras 
narrativas. Um baú é aberto e dele saem criações musicais, poéticas e cênicas abordando temas como a delicadeza e força do universo feminino, a própria metáfora do fazer artístico e a poesia que vem das manifestações populares como jongos, ladainhas, batuques, cocos, cirandas e carimbós. A intenção é abrir um leque de possibilidades sonoras que provoquem as mais diversas sensações e levem ao público algo de essencial.
O material do show é resultado de viagens de pesquisa realizadas ao Norte de MG (Vale do Jequitinhonha e Circuito Guimarães Rosa), Sul da Bahia, sertão de 
AL e SE e diversas cidades do ES.

SEXTA FEIRA
19 SETEMBRO | 20 H

E S P A Ç O   C L A R I Ô   
R. Sta Luzia, 96,  Vila Sta Luzia, Taboão da Serra
11 4701 8401
E N T R A D A   F R A N C A !